Weijia Jiang, correspondente da CBS News na Casa Branca, está escrevendo uma memória