‘Eles não ganharam legitimamente’: a mídia pró-Trump mantém a desinformação fluindo