Após o vírus: uma corrida ao ouro 5G?